A CONSCIÊNCIA QUE DESEJAMOS NÃO ESTÁ APENAS EM UMA DATA

A CONSCIÊNCIA NEGRA

A história entre negros e brancos é marcada por tristes e vergonhosos acontecimentos, onde uns tiveram o desejo constante de sobrepujar e escravizar outros pela simples pigmentação, e conseguiram. Hoje resistimos, lutamos, é bem verdade que as vezes caímos aqui e acolá, mas estamos vencendo, e venceremos. Esse dia em que o homem se humanizará está próximo.

Tirando a pele que nos cobre, todos somos iguais em essência. Os órgãos são iguais, as células têm a mesma quantidade, o coração bate em um compasso semelhante, a audição e o olfato têm as mesmas percepções e sensações, os olhos proporciona mesmo alcance à visão, o sangue não muda sua coloração, é sempre o vermelho que irriga o corpo coberto por uma epiderme branca ou preta, esta camada responsável pela proliferação do suor, que por sua vez tem a mesma coloração nos dois seres, que o homem branco insiste em achar-se superior.

Vivemos ao longo da história da humanidade, ouvindo que o homem negro era inferior ao homem branco. Mas quem pregou tão cruel estigma e ideia sórdida? O próprio branco que na sua ganância e desamor lançou mão dessa cruel ideia para criar ideais enganosos, se distanciando das Leis Universais, que é onde estão guardadas as leis do Todo Poderoso, embora essas Leis já foram insculpidas desde do início da criação na consciência do homem, mas o homem malbaratou os avisos inscritos na sua consciência preferido agir alimentando suas paixões e vícios, esquecendo dos sublimes ensinamentos do Cristo. Mas não disse o Senhor, que que todos somos filhos de um só Pai (Deus)?

Na célebre pergunta 793, de o Livro dos Espíritos, temos a seguinte indagação: Por que sinais se pode reconhecer uma Civilização completa?
R- Pelo desenvolvimento moral. Vocês acreditam que estão muito adiantados porque fizeram grandes descobertas, invenções maravilhosas e porque estão residindo e vestindo-se melhor que os selvagens.
Mas vocês não têm o direito de se dizerem civilizados enquanto não tiverem banido da Sociedade os vícios que a desonram, e enquanto não viverem como irmãos, praticando a caridade cristã. Até lá, serão apenas povos esclarecidos, que só percorreram a primeira fase da Civilização.

A Alma (Espírito) é o mesmo que anima, ora o corpo de pele negra, hora o corpo de pele branca. Assim criou Deus, os Espíritos simples e ignorantes, iguais em essência, o homem em seu caminhar foi criando para si novas necessidades, muitas delas com requintes de maldade, impulsionadas pelos vícios e paixões e acima de tudo em doses vigorosas de egoísmo e vaidade.

Hoje, entre dores e estertores, o homem é levando a se conhecer melhor e recebe nesse instante o convite da sua própria consciência, olvidado a milhares de anos. O Cristo, o sublime Professor, vem nos convidar novamente à escola da vida para aprendermos e ao mesmo tempo recordarmos seus ensinos e nos mostrar que somos filhos do mesmo Pai.

Por Ailton Caetano