Quem fala menos, ouve melhor